Entenda porque a reabertura de pré-escolas e creches antes da distribuição de uma vacina segura contra o novo coronavírus não parece uma boa ideia

Este conteúdo foi migrado para o nosso novo site. Acesse clicando aqui.

Este conteúdo foi migrado para o nosso novo site. Acesse clicando aqui.

Texto: Larissa Brussa Reis (@laribrussa)

Revisores: Mellanie F. Dutra (@mellziland)/ Luciana Santana (@lucfsantana1812)

Imagem: https://olhardigital.com.br/coronavirus/noticia/criancas-menores-de-5-anos-tendem-a-quadros-mais-graves-de-covid-19-aponta-pesquisa/98229

Um artigo científico, publicado no último dia 30, no renomado Journal of the American Medical Association (JAMA Pediatrics), trouxe novas informações bastante significativas envolvendo o comportamento do vírus SARS-CoV-2 (novo coronavírus) em crianças. Apesar de já ter sido demonstrado que a infecção pelo novo coronavírus geralmente apresenta um quadro sintomático que varia de leve a moderado em crianças [1], esses quadros menos graves da doença não significam menor quantidade de vírus no trato respiratório. O estudo demonstrou que a quantidade de material genético do vírus encontrada em crianças de até 5 anos de idade, que apresentaram formas leves a moderadas de COVID-19, foi significantemente maior em comparação com crianças mais velhas e adultos. A quantidade de carga genética do vírus foi medida pela quantificação dos seus ácidos nucleicos através da técnica de RT-PCR, em comparação com amostras de material genético de indivíduos do grupo controle (ou seja, amostras testadas que apresentaram resultado negativo para o vírus).

Os pesquisadores coletaram amostras durante o período de 23 de março a 27 de abril deste ano, de todos os pacientes que testaram positivo para o novo coronavírus em um hospital de Chicago, EUA. A coorte (nome que damos a um conjunto de pessoas que participam de uma pesquisa e são acompanhadas durante um determinado período) final de pacientes investigados incluiu 145 pacientes que apresentaram quadros de COVID-19 considerados leves a moderados dentro do período de uma semana após o início dos sintomas. Através da detecção dos níveis de RNA viral, foi possível determinar a quantidade de material genético do vírus encontrado nas amostras dos pacientes contaminados. O estudo investigou 3 grupos de comparação:

➽ 46 crianças com menos de 5 anos; 

➽ 51 crianças com mais de 5 anos e menos de 17 anos;

➽ 48 adultos e idosos com 18 a 65 anos.

O primeiro grupo (crianças até 5 anos) apresentou quantidade de material genético viral equivalente ou maior do que os outros dois grupos (crianças mais velhas, adultos e idosos) no trato superior respiratório (da onde foram coletadas as amostras, na região nasofaringeal). Também foi encontrada uma pequena correlação positiva (a correlação é uma medida usada na estatística, para testar o quanto duas coisas estão relacionadas entre si) entre a duração dos sintomas e as quantidades de carga viral encontrada. Ou seja, quanto maior a carga viral das amostras, maior a foi duração dos sintomas nos pacientes.

Em resumo, o artigo demonstra que crianças com menos de 5 anos que apresentam COVID-19 leve a moderada (formas que apresentam sintomas que se sobrepõem a sintomas gripais causados por outros tipos de vírus) possuem altas quantidades de material genético viral do novo coronavírus em suas vias respiratórias. Nesta faixa etária as crianças  podem, potencialmente, ser importantes transmissores do novo coronavírus na população em geral.  Além disso, os comportamentos comuns de crianças com menos de 5 anos de idade tornam a disseminação facilitada entre elas. Frente às  implicações para a saúde pública, será importante direcionar os esforços de imunização para essa população  à medida que as vacinas estiverem disponíveis. Mais do que nunca, parece ser preciso estar atento à esses “pequenos” possíveis vetores!

Referências:

[1] Xiaoxia L et al. SARS-CoV-2 Infection in Children (2020) The New England Journal of Medicine, 382:1663-1665. https://www.nejm.org/doi/10.1056/NEJMc2005073

Fonte:

https://jamanetwork.com/journals/jamapediatrics/fullarticle/2768952?guestAccessKey=df327a0d-b3d8-49ee-a482-76dc3116e6e6&utm_source=For_The_Media&utm_medium=referral&utm_campaign=ftm_links&utm_content=tfl&utm_term=073020

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: